Uso de enxaguantes bucais em dentes com cárie ajuda a impedir avanço da doença, diz estudo em Campinas

Uso de enxaguantes bucais em dentes com cárie ajuda a impedir avanço da doença, diz estudo em Campinas

A pesquisa feita em Campinas (SP) analisou amostras de dentes saudáveis e com cárie inicial subemtidas a enxaguantes e clareadores bucais e concluiu que os produtos aumentam a dureza dos dentes, deixando-os mais resistentes e evitando o avanço da doença.

O estudo foi feito pela Faculdade São Leopoldo Mandic, que usou as substâncias nas amostras de dentes todos os dias durante o período de um mês.

Quando aparece uma cárie no dente, ela começa a atingir o esmalte e provoca uma perda de cálcio, que é o processo de desmineralização, comprometendo a dureza do dente. Isso significa que a superfície fica porosa e amolecida. A pesquisa comprovou que há como recuperar a condição saudável.

Os efeitos foram mais percebidos nos dentes doentes do que nos saudáveis, e, segundo as pesquisadoras, se devem à presença de flúor.

Em relação às substâncias branqueadoras, o efeito também foi positivo para melhorar a mineralização do dente com cárie. Não houve percepção do branqueamento nos dentes saudáveis, resultado esperado pelos consumidores desse produto, mas houve, sim, uma melhora da luminosidade nos dentes doentes.

Fonte: G1

A pesquisa feita em Campinas (SP) analisou amostras de dentes saudáveis e com cárie inicial subemtidas a enxaguantes e clareadores bucais e concluiu que os produtos aumentam a dureza dos dentes, deixando-os mais resistentes e evitando o avanço da doença.

O estudo foi feito pela Faculdade São Leopoldo Mandic, que usou as substâncias nas amostras de dentes todos os dias durante o período de um mês.

Quando aparece uma cárie no dente, ela começa a atingir o esmalte e provoca uma perda de cálcio, que é o processo de desmineralização, comprometendo a dureza do dente. Isso significa que a superfície fica porosa e amolecida. A pesquisa comprovou que há como recuperar a condição saudável.

Os efeitos foram mais percebidos nos dentes doentes do que nos saudáveis, e, segundo as pesquisadoras, se devem à presença de flúor.

Em relação às substâncias branqueadoras, o efeito também foi positivo para melhorar a mineralização do dente com cárie. Não houve percepção do branqueamento nos dentes saudáveis, resultado esperado pelos consumidores desse produto, mas houve, sim, uma melhora da luminosidade nos dentes doentes.

Fonte: G1